14 de novembro de 2019

Os planos para a aposentadoria são de extrema importância quando consideramos o atual cenário econômico mundial. Hoje, mais do que nunca, devido à precariedade das economias, é importante que se pondere sobre quais são as melhores formas de garantir um futuro mais estável nos anos vindouros.

consignado

As próprias dinâmicas e formas de vida da atualidade fazem com que a questão das reformas passe a estar na ordem do dia. Os millennials parecem começar a olhar para a aposentadoria como uma oportunidade para gozar a vida, libertando-se das antiquadas noções que ligavam a reforma a situações de debilidade física ou à terceira idade.
A preparação para contingências eventuais e a preparação para viver anos mais plenos depois de alguns anos de trabalho parece ser parte do pensamento dos jovens de hoje e, por isso mesmo, planejar a aposentadoria, atualmente, é uma experiência distinta e que exige um conjunto estruturado de elementos fundamentais.
Hoje, através de algumas questões essenciais, olhamos para alguns dos elementos a se ter em conta no planejamento da aposentadoria.

1.Com que idade pretende se aposentar?
Antigamente, a idade da reforma era uma questão mais linear mas, hoje, existem pessoas com objetivos bem distintos, que avançam com novas formas de viver a vida profissional e a reforma.
Hoje, encontramos pessoas que recusam a ideia de vir a se aposentar, e pessoas que pretendem se aposentar de forma altamente antecipada, face à norma. Exemplo desta última situação é o movimento FIRE (Financial Independence Retire Early), destinando-se este a quem pretende angariar fundos elevados em curtos períodos de tempo, para poder fazer uma reforma antecipada, que permita uma vida mais tranquila, sem dificuldades e com tempo para o lazer.
Saber a idade com a qual quer aposentar-se é um dos mais importantes passos para o planejamento da reforma.

2. Como vai querer viver a sua aposentadoria?
Esta é uma questão que deve colocar para que possa compreender, em termos de finanças, como pode planejar a reforma.
Algumas pessoas pretendem viajar pelo mundo e viver, enquanto outras querem apenas manter a vida, dentro do mesmo estilo e sem extravagâncias.
Embora faça esta análise, lembre-se de se preparar para potenciais imprevistos.

3. Tem em mente todos os aspectos práticos?
Para poder planejar a aposentadoria é necessário criar um plano onde considere aspectos fundamentais, como os gastos potenciais, a sua capacidade de poupança, a esperança média de vida e as despesas obrigatórias e imprevistas que possa vir a ter.
Ter em mente os aspectos práticos será fundamental para que compreenda quando pode efetivamente aposentar-se, livre de preocupações financeiras.

4. Está preparado para o imprevisto?

O mundo muda, situações de saúde surgem, a inflação continua a ser uma realidade. Tudo isto faz com que, mesmo no mais estruturado plano, deva existir uma margem para o imprevisto.
O mundo não é estável e é importante que se considere a sua mutabilidade no momento de fazer um plano de aposentadoria, para garantir que pode estar tranquilo, mesmo que algo não corra de acordo com as suas expectativas iniciais.

O post Planejar a aposentadoria na atualidade apareceu primeiro em Jornal Contábil – Um dos Maiores Portais de Notícias do Brasil.